Avalanche do Humor: Historias Reais do Cotidiano

Historias Reais do Cotidiano



Como de costume toda Quarta irei contar aqui uma historia que tenha acontecido comigo ou algum amigo. E a historia desta semana será a "ANAO FEST"




ANAO FEST

PRÉ FESTA

Desde os primordios da humanidade que o homem tem como principal objetivo "pegar muié", porém, em uma festa que tem mais homem que mulher a atenção de todos fica voltada para a bebida, e a enorme quantidade de pessoas que acham que andar de um lado para o outro é o mesmo que dançar.

O "ANAO FEST" foi pra comemorar o niver de meu amigo, o Anão (criatividade pra dar nome a festas não acha?). O bicho não deve passar de 1,20m mas é gente boa que so vendo. Ele quem bancou toda a festa, chamou somente conhecidos e tinha MUITA Ice por lá.

A FESTA

A festa começou as 22:30, assim que chegamos por lá o Anão tava chegando do trabalho (Ele trabalha no Mc Donalds, então logicamente ele é um Mc Escravo Feliz).


Existe trabalho mais santo que fritar batata?


Assim que chegamos lá, o pai do Anão (que é totalmente sem noção e gente boa) já começou chamando o Alef de capeta (o mesmo Alef do meu ultimo post, aquele que nem é Preto). A festa foi no terceiro andar da casa do Anão, nem pense que ele é rico não, é que a casa é um amontoado mesmo (so faltou uma ponto por cima) daí ele mora no segundo andar e fez uma espécie de terceiro andar por lá, algo que toda hora ameaçava despencar.

Como todo pobre que se preze, juntamos logo umas três mesas e começamos a beber e conversar. Eu tava tao intertido com tudo que nem ao menos vi meu celular tocando, so quando não sei porque olhei ele e vi quem estava me ligando, era o Chuck (havia combinado de encontra-lo na praça as 22:30, e já eram 23:30), fui correndo até lá, e quando cheguei ele estava alegremente jogando bola com os mendigos, maconheiros, deputados e pedintes do bairro (somente os mais amados).

Retornamos a festa, e quando voltamos todos os "adolescentes" estavam dominando a sala da casa do Anão, alguns amigos e a irmã do Anão estavam por lá (e aliás, a irmã dele é novinha, porém possui uma comissão traseira absurdamente encatadora).

Quando eu consegui observar uma menina linda e lhe mandei uma de minhas famosas cantadas:

-  Sua perna direita é o 6 e a esquerda é o 8. Me deixa pintar o 7?
- Vai a Merda seu idiota.

Quando todos os sinais estavam a meu favor, percebo o Alef totalmente desmaiado no sofá, fui até ele e deduzi sabiamente que pela ânsia de vomito, olheiras, tonteira, não falava nada com nada e esquecendo seu próprio nome, deduzi que ele estava com cancêr, porém ele insistia que estava apenas tonto.


Nem eu e nem o Alef lembramos desta foto


Após colocarmos gentilmente o Alef para durmir, foi a vez do Anão demonstrar os mesmos sintomas e vomitar na sala. Subimos com ele para o "terceiro andar" e demos um suco de caixinha para ele, porém ele não percebeu que o suco se encontrava fechado e quando tentou abrir derramou tudinho em sua camisa.

Eu mais o Afonso saimos de lá quando a terceira pessoa passou mal pela quinta vez.


PÓS-FESTA

A festa tava incrivél, o Anão não lembrou nem de ter ido trabalhar naquele dia, e muito menos que ele ficou com uma menina lá no meio de todos. O Alef passou mal no culto de jovens, duas pessoas estam em coma até hoje e três ainda não voltaram para suas casas.

Porém estamos todos bem, e não podemos esperar até a próxima.

2 comentários:

Milah B. Parker disse...

Véeeeeeeeeeeeeeei...
Fala sério. O Alef sempre no meio dessas coisas. Tadinho! kk

Matheus disse...

KKKK euri da sua bunda absurdamente encantadora khusuhsuhs como esperado dos posts do Matheus que deduziu o cancer kkkkkk

Postar um comentário